HISTÓRIA DO GÊNERO ANIME

               O gênero de animação de origem japonesa, começa na segunda década do século XX, com uma série de curta metragens similares aos achados em outros países, influenciados pelas obras da Disney em grande parte. Assim com os animes os mangas também receberam forte influencia dos clássicos da Disney .
               Algum tempo depois da Segunda Guerra Mundial, começaram a surgir grandes companhias dedicadas tanto às séries televisivas como aos longas-metragens, entre as que destacam em qualidade estão a Kyoto Animation e a Madhouse.
               Em 1906 aparece o primeiro filme de animação, "Humorous Phases of funny face", do produtor americano James Stuart Blackton, nesse curta foram utilizadas tanto a técnica de animação stop motion, como a animação de recortes.

Humorous Phases of funny face (1906)

    

  

fonte. wikipédia
       Em 1907 fizeram a primeira produção de animação japonesa: "Katsudo Shashin" um curta-metragem de animação conhecido por ser a obra mais antiga da animação do Japão. Seu criador é desconhecido.O filme dura três segundos isso mesmo só trés segundos e mostra um menino escrevendo , tirando o chapéu e fazendo uma saudação. Os frames foram feitos em estêncil em vermelho e preto usando um dispositivo para fazer diapositivos na lanterna mágica de vidro, O filme consiste na sequência de cinquenta frames desenhados numa fita celuloide e dura três segundos, a uma velocidade de dezasseis frames por segundo.

Avanços técnicos

            Normalmente o trabalho de animação era muito laborioso. A empresa Yokohama Cinema Shokai se antecipou a seus competidores ao comprar uma nova câmara de motor automático que não requeria movimentar uma manivela, o qual permitia acelerar o trabalho. O primeiro filme rodada com esta câmara será Kaeru wa kaeru (Uma rã é uma rã, 1929).

Kenzo Masaoka

         O primeiro a utilizar no Japão o tão prezado celuloide para o cinema de animação foi Kenzo Masaoka, que inicialmente entra no mundo do cinema como ator,mais desistiu e decidiu se dedica á animações. Seu primeiro filme foi Nansensu monogatari Sarugashima (A absurda história da ilha dos macacos, 1930), sobre um rapaz criado por um macaco. Masaoka realizou também o primeiro filme de animação sonora, e a partir de Chagama ondo (O ritmo da chaleira, 1934) fez o celuloide se torna um material indispensável.

Chagama ondo (O ritmo da chaleira, 1934)


 

          Em 1933, Mitsuyo Catedral é contratado pelos estudos de Kenzo Masaoka. Catedral era um desenhista que destacou em breve pela grande rapidez com que realizava seus trabalhos, Catedral, que aprendeu a técnica de sonorização de Masaoka, féis seu primeiro filme Osaru Sankichi. Bokusen (Sankichi o macaco. Defesa antiaérea, 1933).
           No dia 7 de dezembro de 1941 o Japão ataca a base norte-americana de Pearl Harbour, começando sua participação na II Guerra Mundial. Então, a Armada Imperial encarrega a
Mitsuyo Catedral fazer um filme de propaganda que realce os sucesso dos militares do Japão, assim influenciando os jovens do pais. Assim, com uma equipe de cinco pessoas, Catedral realiza o filme de desenhos animados "Momotaro no umiwashi" (1942), de 37 minutos de duração, que apesar de seu descarado caráter propagandístico, teve grande sucesso entre o público infantil. Sendo o protagonizada um personagem dos contos infantis Momotaro, que aqui é o capitão de um porta-aviões, enquanto cachorros, macacos e perdizes serão os pilotos de aviação. A frota inimiga vem dirigida por um personagem de grande parecido com Brutus, antagonista de Popeye, que aqui corre de um lado para outro fugindo dos ataques japoneses.


Final do século XX

            As décadas de 80 e 90 trouxeram em grande escala os animes para o Ocidente, entre cujas principais obras são: Dragon Ball (de Akira Toriyama), Os Cavaleiros do Zodíaco (de Masami Kurumada), Yu Yu Hakusho (de Yoshihiro Togashi), Rurouni Kenshin (ou Samurai X, de Nobuhiro Watsuki), Slayers (de Hajime Kanzaka), Neon Genesis Evangelion (do diretor Hideaki Anno), Marmalade Boy (ou Kimagure Orange Road, de Wataru Yoshizumi), Inuyasha (de Rumiko Takahashi) e Yu-Gi-Oh! (de Kazuki Takahashi), assim como também a massificação das cicas mágicas como Sailor Moon (de Naoko Takeuchi) e Magic Knight Rayearth (do grupo CLAMP). Muitos países abriram o caminho para a cultura otaku.

Início do século XXI

BD Comics - Blog Banda Desenhada e Relacionados: Série live-action da revista manga Shonen Jump
alguns personagens
            Uma parte considerável dos mangás de sucesso no Japão acabam na atualidade com sua versão em anime. Exemplos claros disso são One Piece, Naruto, Pokémon, Fairy Tail, Death Note, High School Of Dead, Another, Bleach, Sword Art Online, além de várias outras. Começam a ser menos frequentes as séries de anime originais (no sentido de não estar baseadas em mangá) além de dar-se muito menos o caso de mangá criado a partir de um anime.
             Além disso, o terreno preparado no ocidente pelas séries das décadas anteriores permitiu que grande parte do anime criado seja traduzido e distribuído nos mercados de todo o mundo. Nos últimos anos surge além disso em ocidente, da mão das culturas da década dos noventa, grande quantidade de grupos e fansub que se encarregam de distribuir ilegalmente por internet muitas séries de anime (e  escaneou também os mangás mais conhecidos).


Fonte. wikipédia
HISTÓRIA DO GÊNERO ANIME HISTÓRIA DO GÊNERO ANIME Reviewed by baketac on novembro 18, 2019 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.